fbpx
| Joinville (47) 3439.5009 | Palhoça (48) 3341.0007
dicionário do asfalto 23/06/2021

Dicionário do asfalto: todos os termos que você precisa conhecer

Se você acompanha nosso blog, sabe que falamos bastante a respeito de pavimentação asfáltica. Nós já exploramos diversas abordagens deste tema, sempre trazendo muito conhecimento para você. No entanto, ao longo dos textos, alguns termos e conceitos que não fazem parte do vocabulário de quem não atua na área costumam aparecer — e nós sabemos o quanto isso pode afetar o entendimento.

Foi pensando nisso que a Britagem Vogelsanger resolveu elaborar uma espécie de dicionário do asfalto. Neste material, você poderá acompanhar uma dezena de conceitos importantes para a melhor compreensão deste setor. Dessa forma, nossos textos nunca mais serão confusos para você.

Continue a leitura e conheça nosso dicionário do asfalto!

 

Dicionário do asfalto e conceitos mais importantes

 

Asfalto quente

É o asfalto convencional. Ele é feito a partir de uma mistura de cimento asfáltico de petróleo, o famoso CAP, agregados pétreos e aditivos, dando origem ao Concreto Betuminoso Usinado a Quente (CBUQ).

O material leva este nome para que seja diferenciado do asfalto frio.

 

Asfalto frio

E, falando nele… O asfalto frio é uma alternativa ao asfalto convencional. O processo de fabricação é praticamente idêntico ao anterior, com apenas uma pequena diferença: adiciona-se um aditivo que faz com que o asfalto, mesmo usinado a quente, possa ser aplicado a temperatura ambiente.

Isso permite também que o material seja estocado e possa ser aplicado até 1 ano após a produção, diferente do que acontece com o asfalto quente. É mais indicado para pequenos reparos.

 

Base, sub-base e reforço de subleito

Quando falamos na pavimentação com asfalto, as obras incluem muito mais do que apenas aquilo que vemos na superfície. O que chamamos de asfalto é, na verdade, apenas uma camada da pavimentação, chamada de revestimento.

Além dela, outras três camadas são necessárias para suportar a carga com a qual a estrada irá sofrer. Elas são:

  • Base: Feita com brita graduada, recebe os impactos vindos do revestimento e os transmite para camadas mais profundas;
  • Sub-base: Feita com britas de uma faixa granulométrica superior, serve como uma espécie de suporte para a base, evitando seu contato direto com a camada mais profunda;
  • Subleito: É a camada mais profunda, que recebe toda a carga das camadas superiores de pavimentação. Esta camada, dependendo de sua capacidade de suporte de cargas, pode ou não, receber um reforço.

 

Pavimento flexível

Existem diferentes tipos de pavimento, os quais são definidos de acordo com o nível de deflexão, ou seja, o quanto deformam de acordo com a carga imposta sobre eles — podendo ser rígidos, semirrígidos ou flexíveis.

O asfalto é um pavimento flexível, visto que seu nível de deflexão, se comparado ao pavimento rígido, é alto. No entanto, se o projeto for bem feito e executado de acordo com as melhores técnicas de engenharia, será capaz de suportar as cargas a que for submetido.

 

Asfalto borracha

Criado na década de 1960, o asfalto borracha é uma espécie de asfalto ecológico, em que pneus de borracha são reciclados para dar origem a um pavimento asfáltico. No processo de reciclagem, uma parcela dos pneus dá origem a polímeros de borracha que vão na mistura asfáltica, enquanto o restante é usado como combustível para fornos industriais. No mais, a produção do asfalto é da mesma forma que o Asfalto convencional.

O asfalto borracha pode ser até 40% mais durável que o convencional.

 

Viga Benkelman

Tanto na produção quanto na aplicação do asfalto, uma série de testes é necessária para aferir a qualidade do material. Um deles é a medição deflectométrica de pavimentos. Como o próprio nome sugere, ela serve para medir a deflexão da camadas do pavimento, sendonque cada camada tem parâmetros a serem levados em consideração.

E o equipamento utilizado neste teste é a Viga Benkelman. Nós explicamos com detalhes como todo o processo funciona aqui.

 

Fresagem

Fresagem é um processo em que uma ou mais camadas do asfalto são cortadas, raspadas ou desbastadas, com o objetivo de remover partes que estão com defeitos e já não têm mais funções estruturais, tais como trincas e panelas.

A fresagem serve para remover um pavimento antigo e danificado antes de uma restauração. Assim, tira-se o que não cumpre mais a função que deve e uma nova camada asfáltica pode ser aplicada.

 

Recapeamento

Por fim, o último conceito do nosso dicionário do asfalto é o de recapeamento. Basicamente, este é o nome dado para qualquer reparo feito em um pavimento asfáltico onde uma nova camada é colocada.

Normalmente ela é aplicada com um equipamento chamado acabadora de asfalto e posteriormente compactada com rolos.

O tipo a ser realizado irá depender do quão grave é a situação atual do asfalto.

 

E você, já conhecia algum destes conceitos? Nós já citamos praticamente todos eles ao longo de nossos textos, os quais você pode conferir clicando nos links ao longo deste material. Caso tenha gostado deste dicionário do asfalto e queira continuar aprendendo, siga-nos no Facebook e no Instagram!

Receba nossas novidades em seu e-mail

    Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. Desenvolvido e Otimizado por WEBI
    Joinville Palhoça