fbpx
| Joinville (47) 3439.5009 | Palhoça (48) 3341.0007
concreto seco x concreto convencional 31/08/2020

Concreto seco x Concreto convencional: saiba as diferenças

Você sabia que o concreto é o segundo material mais consumido do mundo? Na frente dele, há apenas a água. Esse fato pode parecer curioso a princípio, mas quando paramos para pensar na quantidade de obras que o utilizam, sejam em grandes ou pequenas quantidades, isso logo faz sentido. E com uma produção mundial de concreto tão grande, não é de se surpreender que existam diferentes tipos de concreto. Neste texto, nós focamos em dois deles: o concreto seco e o convencional.

Antes de listarmos e explicarmos as principais diferenças entre os tipos de concreto, porém, é preciso relembrar qual é qual. De um modo geral podemos classificar o concreto convencional, como o próprio nome sugere, como aquele que vemos mais comumente em construções, com uma consistência mais pastosa. Já o concreto seco costuma ter um aspecto mais farelento e ser usado para a produção de artefatos como blocos e telhas.

Dito isso, passamos para as diferenças um pouco mais técnicas entre o concreto seco e o concreto convencional em si. Acompanhe e confira!

Concreto seco

Começamos com o concreto seco. A primeira diferença entre os dois já pode ser observada na quantidade de água usada na mistura, neste caso bem inferior ao concreto convencional. Para se ter uma ideia, a quantidade de água adicionada ao traço para que o resultado da produção seja um concreto seco gira em torno de 5 a 8% da mistura.

Além disso, a produção de concreto seco também consome muito mais cimento que a do convencional. Para cada m³ de concreto, é necessário utilizar de 350 a 400 kg de cimento.

Outro fator muito característico do concreto seco é sua desforma. Logo após ser adensado e prensado, o concreto seco já pode ser desformado e, por isso, ele é utilizado em larga escala na produção de tubos, blocos e telhas.

Concreto convencional

Seguindo para o concreto convencional, também chamado de concreto plástico, podemos observar que as características são diferentes das citadas no concreto seco, a começar pela quantidade de água. Enquanto o concreto seco tem a porcentagem de água pré-definida, o concreto plástico faz uso de um conceito chamado relação água/cimento, que é altamente variável e que depende basicamente da residência do concreto, slump e plasticidade do mesmo.

Quanto à desforma, o que acontece com o concreto convencional é o exato oposto do seco. Por ser muito fluido e pastoso, como citamos na introdução, ele precisa ficar um tempo maior na forma. É somente após este tempo de cura dentro da forma que ele adquire a resistência necessária para que a desforma seja feita de forma segura, evitando o aparecimento de trincas ou ainda o colapso da estrutura.

O papel da Britagem Vogelsanger na produção de concreto

Independente do tipo de concreto produzido e das quantidades de material utilizadas, existe algo que não muda: os componentes para a produção. Eles sempre são os mesmos: água, cimento, agregados e aditivos. E o material mais utilizado como agregado é, sem sombra de dúvidas, a brita. Esta deve ser de qualidade, passando por todos os ensaios e testes necessários para garantir a resistência e durabilidade do concreto.

Considerando isso, é seguro afirmar que a Britagem Vogelsanger tem papel importantíssimo na produção de concreto. Isso porque a produção e a comercialização de diferentes tipos de brita é um de nossos principais serviços.

Muito do concreto produzido em nossa região não existiria sem as britas da Vogelsanger. E se você quiser saber um pouco mais sobre elas, entre em contato conosco!

Receba nossas novidades em seu e-mail

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. Desenvolvido e Otimizado por WEBI
Joinville Palhoça
MENU