fbpx
| Joinville (47) 99119.9932 | Palhoça (48) 99141.9978
MENU
pavimentação desnivelada 22/12/2021

Pavimentação desnivelada: quais os problemas?

Se fôssemos listar os principais problemas que acometem a malha viária brasileira, a pavimentação desnivelada estaria, sem dúvida, entre as principais patologias. Isto porque não há uma política razoavelmente definida quanto a manutenções da malha viária, sem contar com projetos e execuções sem o mínimo necessário de controle de qualidade.

Isso é uma característica que se reflete tanto nos Planos Diretores das cidades quanto nos orçamentos destinados a obras viárias, sejam elas de pequeno, médio ou grande porte. É claro que há exceções e que existem bons projetos e execuções com muita qualidade e controle tecnológico, tanto públicas como em vias já destinadas a concessionárias privadas.

Desta forma, sabe-se que a pavimentação desnivelada é um dos principais causadores de trincamentos, degradações, exsudações e trechos desagregados, resultando em agravamento das condições de trafegabilidade da via, tornando-a mais insegura. Quanto maior a demora para solução dos problemas de nivelamento das rodovias, maiores os custos futuros de manutenção.

Cabe ressaltar que projetos viários de baixíssima qualidade podem resultar num futuro próximo rodovias e estradas com patologias, tal como o aparecimento de desníveis em sua superfície de rolamento, de forma muito precoce.

E foi pensando em educar o grande público, bem como nossos colegas do setor de pavimentação asfáltica, que nós da Britagem Vogelsanger preparamos o texto abaixo, explorando as principais problemáticas da pavimentação desnivelada e quais são as soluções práticas que podem solucioná-la. Acompanhe conosco!

Boa leitura!

O classifica uma pavimentação desnivelada?

Uma pavimentação desnivelada pode ser definida como a discrepância de nível entre trechos específicos de uma via pavimentada. Ou seja, um dos principais fatores que influencia no fluxo pleno de veículos é uma patologia que influencia diretamente a trafegabilidade.

Esta é uma patologia que pode surgir ao logo do tempo, entretanto, pode acontecer já no momento de execução da obra, como podemos ver em seguida.

Existem dois fatores de referências a serem seguidos na regularização de pavimentações: a longitudinal e a transversal. 

A referência longitudinal diz respeito ao percurso de avanço da vibro acabadora, isto é, o sentido vertical da via. Já a transversal representa o nível em corte da via, ou seja, seu diâmetro horizontal. 

Cabe ressaltar que ao contrário do que é feito em países de primeiro mundo, as obras viárias no Brasil raramente contam com equipamentos avançados, ou seja, com sistemas e sensores de inclinação nas vibro acabadoras. Esses sensores são responsáveis por verificar os desníveis na camada de base, ou imediatamente inferior a nova camada e corrigir a pavimentação, mantendo o nivelamento da pista em perfeitas condições.

Apesar de muitas obras viárias no Brasil contarem com aditivos de asfalto para melhorar a qualidade da pavimentação em si, pouco investimento é direcionado para o equipamento de pavimentação, fazendo com que muitas vezes as ruas e estradas sejam construídas por máquinas antigas e mal equipadas.

Como consequência, uma pavimentação desnivelada tem uma vida útil muito menor, exigindo mais obras de reparo e um maior investimento a longo prazo, de forma a corrigir erros que não existiriam caso a obra original contasse com equipamentos adequados e modernos.

O que é de fato irônico, pois na esperança de poupar dinheiro ao utilizar equipamentos mais baratos, as empresas responsáveis por esses tipos de obras acabam aumentando exponencialmente o custo de manutenção dessas vias.

Quais são as soluções para a pavimentação desnivelada?

Existem duas técnicas de nivelamento eletrônico que são amplamente utilizadas no mundo todo, e que poderiam ser facilmente implementadas no Brasil, uma vez que o mais caro desses sistemas representa apenas 3% do valor de uma vibro acabadora — a qual já vem equipada com esse tipo de sistema.

Ou seja, não há um aumento expressivo de preço que justifique a opção por modelos ultrapassados. Assim, seguem os dois principais sistemas eletrônicos de nivelamento asfáltico disponíveis no mercado:

Sistema de nivelamento por contato físico

Geralmente encontrados nas vibro acabadoras “esquis”, os sistemas de nivelamento por contato físico operam através de um conjunto mecânico que desliza sobre a superfície do solo, transmitindo uma média de irregularidades para a mesa compactadora. 

Por consequência, quanto maior for a área de contato entre a vibro acabadora e o solo, maior será a precisão na detecção e compensação das irregularidades. Em função disso, vale muito a pena investir em esquis de grande porte, da classe de 6 metros de comprimento.

Justamente por oferecer esse altíssimo grau de precisão, o nivelamento por contato físico é recomendado para asfaltos que requerem um nivelamento extremamente preciso, como as pavimentações de aeroportos ou retrabalhos em vias sem referência externa. Nesses casos, recomenda-se a realização do bom e velho Ensaio Marshall para examinar a pavimentação minuciosamente.

Sistema de nivelamento por sensor ultrassônico 

A segunda opção envolve um sistema sem contato físico com a pavimentação, utilizando um sensor ultrassônico, que através de cinco feixes emissores é capaz de calcular a regularidade média do pavimento, enviando esses dados para a mesa compactadora (similar o que faz o sistema de contato físico).

Entretanto, o grande diferencial do sistema de sensores é a praticidade no seu uso em obras que precisam calcular o nível de camadas de asfalto demasiadamente granulares. Se em um caso como esse fosse utilizado o modelo de contato físico, a margem de erro seria muito maior.

Assim, ambos os sistemas têm seus pontos fortes e fracos, mas são excelentes ferramentas que devem ser amplamente aplicadas no setor nacional de obras viárias, com o propósito de valorizar esta indústria e prover uma maior qualidade de ruas e estradas que os brasileiros tanto precisam e merecem.

Gostou da oportunidade de conhecer um pouco mais sobre a pavimentação desnivelada e seus perigos? Então não deixe de conferir a nossa sessão de conteúdos no site da Britagem Vogelsanger e seguir nossos perfis no Facebook e Instagram!

Receba nossas novidades em seu e-mail

    Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. Desenvolvido e Otimizado por WEBI