fbpx
| Joinville (47) 3439.5009 | Palhoça (48) 3341.0007
tipos de asfalto 22/10/2021

Existem tipos de asfalto diferentes?

Você sabia que existem diferentes tipos de asfalto? No geral, a pavimentação asfáltica segue um padrão único, embora possam haver algumas diferenças em sua composição e processos, bem como em termos de aplicação, custo, durabilidade, entre outros. 

Bem, se você não sabia que existem diversos tipos de asfalto, você veio ao lugar certo para aprender mais sobre eles!

No decorrer das nossas rotinas, muitos de nós observamos pavimentações asfálticas como se fossem todas iguais, sem ter a plena compreensão de suas diferenças e o quanto elas são vitais para a mobilidade em meios urbanos. Afinal, elas garantem que a circulação seja a mais segura possível, minimizando os acidentes.

Pensando na importância do asfalto para os nossos tempos e buscando informar o público sobre seus diferentes tipos, nós da Britagem Vogelsanger preparamos este texto para que possamos analisar os tipos de asfalto existentes, suas características e em quais meios são melhor implementados.

Boa leitura!

Quais são os tipos de asfalto?

Embora todas as variações de asfalto tenham uma derivação comum do petróleo, os tipos de asfalto variam em função de suas respectivas composições, essas que visam adaptar a pavimentação para diferentes tipos de superfícies e meios, de forma a suprir as necessidades da via que está sendo pavimentada.

De forma geral, temos duas modalidades de asfalto: os asfaltos convencionais e os modificados

Asfaltos convencionais

O asfalto convencional pode ser definido como o tipo clássico de pavimentação em vias, pátios, etc. Justamente porque não contém a presença de aditivos que melhorem seu desempenho em condições específicas, como impermeabilidade, durabilidade, flexibilidade, etc.

Pertencem a esta categoria os seguintes tipos de asfalto:

  • Cimento Asfáltico de Petróleo (CAP)

O Cimento Asfáltico de Petróleo (CAP) é um ligante betuminoso resultante da destilação do petróleo e é dotado de características de composição que tornam seu uso extremamente flexível, sendo aplicado tanto para novas pavimentações como para manutenção de pavimentações asfálticas pré-existentes. 

Isto porque, para além de suas propriedades aglutinantes e impermeabilizantes, o CAP apresenta uma alta flexibilidade, durabilidade e resistência à ação da maioria das substâncias ácidas, de sais e álcalis. 

O CAP tem sua aplicação mais comum na produção de misturas asfálticas, como o CAUQ (Concreto Asfáltico Usinado a Quente).

  • Asfalto Diluído de Petróleo (ADP)

O ADP é o resultado de uma diluição do cimento asfáltico através de destilados de petróleo, que é notavelmente menos viscoso do que o CAP e pode ser aplicado a temperaturas mais baixas, como por exemplo no processo de imprimação.

Asfaltos modificados

Já os asfaltos modificados contam com adições de polímeros, areia ou até cinzas em suas composições, de modo que fiquem idealmente adaptados às condições geológicas, climáticas e de mobilidade dos meios em que serão aplicados.

Compõem esta categoria os tipos de asfalto listados abaixo:

  • Asfalto Modificado por Polímeros (AMP)

Ligantes asfálticos do tipo AMP contém em sua composição polímeros elastoméricos do tipo sintético — ou seja, borrachas que contêm polibutadieno em sua composição molecular. 

Eles são capazes de conferir ao asfalto uma maior resistência a desgastes — como trincas por fadiga e deformações permanentes —, alongando significativamente a vida útil das pavimentações e assegurando um maior custo benefício para a obra como um todo. 

Assim como o CAP, o AMP é muito bem empregado em projetos que usem CAUQ (Concreto asfáltico usinado a quente) 

  • Asfalto Modificado por Pó de Borracha (AMB)

Similar a modificação do AMP, o AMB acrescenta a composição asfáltica o pó obtido através da trituração de pneus de borracha, o que confere um alto percentual de flexibilidade e durabilidade da pavimentação. 

O AMB, entretanto, é uma escolha muito mais interessante para a preservação ambiental, uma vez que a obtenção do pó de borracha é feita a partir da trituração de pneus inutilizáveis (seja por descarte ou por defeitos de fábrica).

  • Trinidad Lake Asphalt (TLA)

E por falar em soluções ecológicas, temos uma das maiores fontes de betuminosa natural: o TLA, que é extraído do famoso Lago de Piche, na ilha de Trinidad, localizada na costa da Venezuela. 

O TLA é um dos tipos de asfalto mais inovadores de nosso tempo, já que é produzido através de fontes naturais e contém materiais como areia e cinzas em sua composição. Pode ser tanto aplicado como pavimentação original, quanto usado para melhorar as qualidades reumatológicas de um asfalto pré-existente.

Incrível conhecer mais sobre os tipos de asfalto que podemos observar em nossas ruas todos os dias, não é mesmo?

Se quiser saber mais ainda sobre os tipos de asfalto disponíveis no mercado, ou se desejar fazer um orçamento, não deixe de entrar em contato com a Britagem Vogelsanger! Aguardamos ansiosos por você!
E se quiser ficar por dentro de mais informações com as lidas nesse texto, não deixe de seguir os nossos perfis do Facebook e Instagram e visitar nosso site!

Receba nossas novidades em seu e-mail

    Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. Desenvolvido e Otimizado por WEBI
    Joinville Palhoça