| Joinville (47) 3439.5009 | Palhoça (48) 3341.0007
segregação asfáltica 10/03/2021

Segregação asfáltica: que problema é este e como evitá-lo

Se você acompanha nosso blog, sabe que há uma quantidade enorme de processos por trás de uma obra de pavimentação. Desde a produção até a aplicação, o asfalto passa por algumas etapas em seu processo, todas muito importantes. Se em alguma etapa acontecer algo fora do padrão, por exemplo, isso já é suficiente para que surja algum tipo de problema. Um deles a segregação asfáltica, assunto deste texto.

Esta situação envolvendo os agregados usados na produção do asfalto pode trazer toda uma lista de consequências negativas — o que faz com que evitá-la seja fundamental. Por este assunto ser tão importante, resolvemos falar um pouco mais a respeito dele.

Assim, você verá ainda mais a importância de contratar uma empresa altamente qualificada para a realização deste tipo de projeto. Somente essas empresas são capazes de evitar problemas desse nível; tanto pela qualidade dos materiais e equipamentos utilizados quanto pela qualificação da mão de obra.

Continue a leitura e saiba mais!

 

O que é segregação asfáltica?

Como já citado na introdução, a segregação asfáltica é um problema que ocorre com os agregados pétreos — um dos componentes do asfalto. Neste caso, o que acontece é que os agregados de diferentes tamanhos são distribuídos de maneira não uniforme, gerando acúmulo de agregados do mesmo tamanho em determinados pontos do asfalto. Isso ocasiona manchas e pontos de fraqueza no material.

Por mais que isso possa não parecer um grande problema para quem não entende do assunto, as consequências desse tipo de mistura podem ser muito negativas. Isso porque, com a segregação asfáltica, o material deixa de ter a consistência homogênea que garante as propriedades estruturais que deveria ter, especialmente no que diz respeito à densidade.

Quando isso acontece, a qualidade da pavimentação no geral cai consideravelmente. Falhas prematuras, como o surgimento de fissuras e buracos, por exemplo, podem ocorrer, prejudicando o tráfego e exigindo que manutenções sejam feitas antes do planejado. O aspecto visual do pavimento também fica prejudicado.

Você já sabe que, no geral, a pavimentação asfáltica do Brasil não está entre as melhores do mundo. No entanto, a segregação asfáltica é um pouco mais delicada. Diversos outros países também sofrem com o problema. Isso acontece porque a ocorrência da segregação pode ocorrer em mais de uma etapa do projeto — como você verá melhor na sequência.

 

Como evitar este problema?

A segregação asfáltica pode acontecer em algumas etapas diferentes. Ela pode ocorrer na mistura dos agregados, no carregamento dos silos dosadores da usina de asfalto, na execução na pista com a vibroacabadora, entre outras. Felizmente, existe uma solução universal para evitar o problema.

Trata-se do uso de um alimentador de asfalto entre o caminhão e a pavimentadora. Com seu sistema aquecido com distribuidores helicoidais, ele provoca um efeito de mistura no material, deixa a mistura muito mais homogênea e, consequentemente, evita a segregação asfáltica, minimizando problemas ocorridos nas etapas anteriores.

Além do uso do equipamento, é preciso deixar claro que há outra medida indispensável para evitar o problema: que haja profissionais qualificados para operar essas máquinas. Sem a mão de obra qualificada, de nada adianta ter o equipamento certo.

É por isso que a Britagem Vogelsanger direciona seus investimentos tanto para a compra e manutenção de máquinas quanto para a contratação e capacitação de profissionais. Somente assim é possível entregar nossas obras de qualidade que você vê por aí.

 

E aí, já tinha ouvido falar em segregação asfáltica? Caso tenha gostado do texto e queira continuar recebendo conteúdo, siga a Britagem Vogelsanger no Facebook e no Instagram!

Receba nossas novidades em seu e-mail

    Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. Desenvolvido e Otimizado por WEBI
    Joinville Palhoça