| Joinville (47) 3439.5009 | Palhoça (48) 3341.0007
usina de asfalto 26/01/2021

O que faz uma usina de asfalto?

Como nós já falamos em outros textos, o asfalto é feito a partir da mistura homogênea e altamente aquecida de agregados pétreos e Cimento Asfáltico de Petróleo (CAP). Em poucas palavras, a função de uma usina de asfalto é dosar, secar e aquecer os agregados para, então, misturá-los ao CAP, formando a massa asfáltica.

Cabe dizer que tanto a dosagem quanto a mistura podem ser feitas de formas diferentes, e é sobre isto que nós falamos neste texto. Abaixo, você poderá acompanhar com detalhes tudo que uma usina de asfalto faz antes que o produto chegue às estradas e rodovias.

Continue a leitura e descubra!

 

O que faz uma usina de asfalto?

 

Dosagem de agregados

Como citamos, a primeira função de uma usina de asfalto é a dosagem de agregados. Ela serve para garantir que os agregados sejam misturados ao CAP na quantidade adequada. Este processo é importantíssimo, visto que os agregados precisam ter uma quantidade específica, chamada de traço, para garantir a qualidade do asfalto no que diz respeito à sua compactação, resistência e durabilidade.

A primeira forma de dosar os agregados chama-se pesagem dinâmica, sendo usada por usinas móveis com produção contínua. O equipamento usado aqui possui silos de recebimento, onde os agregados são colocados. Através de uma medição de carga, a proporção dos materiais permanece constante em todos os silos, garantindo a exatidão do traço da mistura asfáltica.

Já as usinas fixas, que representam apenas 10% das usinas de asfalto do país, fazem a dosagem por meio de peneiramento. Aqui, os agregados são levados para o topo de uma torre, onde são separados granulometricamente e armazenados em compartimentos separados. O peneiramento elimina completamente o risco de contaminações, o que o faz ser considerado o modelo de dosagem mais eficiente.

 

Mistura dos agregados com o ligante asfáltico

Depois de devidamente dosados, secos e aquecidos, os agregados são misturados ao Cimento Asfáltico de Petróleo, também chamado de ligante asfáltico. Essa é a mistura que, efetivamente, forma o asfalto. Assim como a dosagem, a mistura também pode ser realizada de duas formas diferentes: o misturador externo pug-mill e o misturador externo rotativo.

O misturador do tipo pug-mill caracteriza-se por ter um compartimento de dois eixos com palhetas. Com as palhetas, os eixos giram e promovem a mistura dos agregados com o CAP. Graças ao fato do equipamento estar separado do tambor secador, o CAP não tem contato com as altas temperaturas do tambor — o que aumenta a vida útil do asfalto produzido.

O misturador externo rotativo, por sua vez, fica acoplado ao tambor secador, o que faz com que o CAP tenha contato com as altas temperaturas. Esta é a principal diferença dele para o pug-mill, visto que a mistura aqui também ocorre com os giros do equipamento.

 

E você, fazia alguma ideia do que faz uma usina de asfalto? Curtiu saber um pouco mais a respeito do assunto? Caso tenha gostado do texto e queira continuar recebendo conteúdo relacionado, não deixe de seguir a Britagem Vogelsanger no Facebook e no Instagram!

Receba nossas novidades em seu e-mail

    Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. Desenvolvido e Otimizado por WEBI
    Joinville Palhoça